Páginas

domingo, 30 de maio de 2010

Ressurreição

Sim, eu sumi! Mas estou retornando ao lugar que sempre estive. Pode parecer estranho, mas esse blog me faz uma falta danada.. Não tem muita coisa, mas tem o suficiente para perder um pouquinho de mim aqui!
Hoje eu estava pensando no amor, nas inúmeras vezes que nos apaixonamos, juramos amor eterno, e nos iludimos a cada príncipe encantado que aparece nas nossas vidas! A cada dor, a cada lágrima, percebemos que aquele sentimento não nos faz bem, e mesmo tendo certeza que aquela tristeza não terá fim, tentamos esquecer tudo e todos de todas as maneiras que existem, até que o tal do tempo começa a agir, e faz toda ferida se fechar, e a nova promessa de nunca mais se entregar a uma paixão devastadora surgir novamente. Até que num dia comum, você conhece um alguém comum, que muda toda a sua rotina monótoma dos últimos anos, te faz sorrir com o silêncio, chorar com a ausência, morrer de saudade, e ressurgir com a presença, e num piscar de olhos, ele se torna um presente de Deus, um anjo da guarda, e você percebe que antes dele, os outros foram os outros, e que nada faz sentido sem ele por perto. Aquela promessa de nunca mais se entregar, é esquecida, assim como a ferida semi-curada que o tempo fechou, e você se entrega mais uma vez, com a plena confiança de que essa é hora, e ele é o cara. Você vai contra tudo e todos, você se ilude juntamente com as suas palavras doces e gentis, que te fazem chegar ao céu em um passe de mágica, se ilude com o fato dele ser muito mais do que você pediu a Deus, e se entrega cegamente na busca constante da sua felicidade, que só será completa com ele.
Os dias passam, e o sentimento só aumenta. Palavras já não são suficientes para descrever todo o amor que existe dentro de você, os melhores contos de fadas são ridicularizados quando comparados a história que vocês construíram juntos, e enfim, você descobriu o que é o amor (e não aquela paixãozinha de verão, agora você já sabe a diferença). Quando você pára para refletir sobre sua vida, percebe que ela gira em torno daquele se tornou o primeiro e último pensamento do seu dia, que se transformou no anjo mais lindo, aquele que é comparado ao sol, seu sol particular, e que equilibrava bem as nuvens pra você.
Mas, em uma noite qualquer, te acordam daquele sonho perfeito, e a vida esfrega na sua cara a realidade que você não viu enquanto sonhava acordada. E você se dá conta de que ele é o homem que tanto esperou, e que os amores são certos, mas os destinos, opostos. E a magia do amor se transforma no pior feitiço, o chão desaparece em segundos, e você fica perdida, e agora, quem te cega são as lágrimas, e a única cura é o causador de tudo isso. Você sofre, chora, pensa nas piores bobagens, e pensa até em tirar o coração com a própria mão, já que ele dói tanto dentro do peito! E o seu amor, o seu alicerce, já não está mais lá, no momento que você mais precisa dele, daquele olhar, daquele silêncio.. Ele se foi, e não está ao alcance dos seus olhos, muito menos do seu coração.
E o que sobrou? A dor, a desilusão, e o sofrimento.
Sim, eu passei por isso, eu ainda o amo, não o esqueci mas consigo falar (ou escrever) sem chorar. Hoje, eu ando com apoio de "muletas", muletas especiais e que nunca me abandonaram, pois a metade de mim, morreu junto com ele.

Tudo valeu, por um momento fui feliz!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta aê?