Páginas

segunda-feira, 4 de abril de 2011

A FELICIDADE me basta!

Graças a Deus, hoje, a realidade é outra. Quem já teve paciência pra ler esse blog inteiro, vai entender o que quero dizer (e acredite, descobri alguns que leitores são atuantes aqui! rs). Desde que fiz esse blog, sem motivo algum, vi nele um refúgio, um lugar onde eu escreveria tudo aquilo que queria dizer, mas não tinha coragem, com a esperança de que alguém enxergasse nas minhas palavras a necessidade de ser compreendida. Em todos os textos (sim, estou generalizando), sempre coloquei tudo o que se passava dentro do meu coraçãozinho, transbordavam sentimentos, mas sempre acabavam com o mesmo assunto no final. SEMPRE!

Nestes últimos anos, foram incontáveis as diversas vezes que perdi a fé, a vontade de lutar e de sonhar, e as vezes que deixei de acreditar no amor. As lágrimas e o sofrimento já não faziam mais sentido, mas o meu coraçãozinho insistia em buscar algo que eu não conseguiria sozinha. Eram horas de paz, e dias angustiados em busca das mesmas respostas. Até que um dia, eu desisti, e numa conversa amigável com Papai do Céu, lhe disse que não tinha mais condições de sofrer, não pelo mesmo motivo, e que essa inquietude, estava me deixando cada vez pior. Porém, mesmo com o meu lado humano se deixando levar pelas angústias da vida, eu entreguei tudo nas mão de Deus, e lavei as minhas mãos. Pra mim, esse problema não importava mais, ou melhor, era mais fácil acreditar nisso.

Como sou cega, sempre pedi sinais divinos bem sinalizados, pois eu sempre fui ignorante nesse aspecto, e acreditava que tudo era ironia do destino. Então, Deus agiu em mim, através de um anjo, não pra substituir o que eu perdi, mas pra me ajudar a recuperar o velho, (rs). De início, não entendi bem o por que da ressurreição dos meus problemas, mas aquilo foi uma injeção de ânimo para que eu voltasse a lutar pela verdade. Mas a minha razão, cansada de falar e não ser ouvida, me dizia pra desistir, e realmente, não existiam razões pra insistir neste caso. Contudo, Deus continou agindo, e me deu várias oportunidades, devolveu a minha fé, e a minha esperança "deu as caras" depois de tanto tempo estando morta dentro de mim. Eu jurava que seria a última vez que tentaria, mas dentro de mim carregava a certeza que tentaria quantas vezes fosse necessário. E quantas né?

Mas até que um dia, eu vi a oportunidade onde ninguém mais viu. Criei força, coragem, escondi as lágrimas, e decidi que aquela era a hora. Pedi a proteção de Deus, e coloquei meu plano em ação. Eu tinha muito a falar, mas eu sabia que não seria suficiente, eu precisava ouvir, precisava entender tudo... Ou pelo menos tentar.

Foram horas de conversa, e confesso que na minha vez de ouvir, as palavras não me faziam bem aos olhos e ao coração. Mas eu não cheguei até ali pra desistir, eu sabia que Deus me daria persistência pra chegar até o final. "E tudo o que era pra ser uma eterna tempestade, chega ao fim, e é possível ver o sol brilhar!" E eu custei para acreditar que a tempestadade, felizmente tinha chegado ao fim. Eu conseguia respirar em paz, me sentia tão leve que seria capaz de deitar em uma bexiga sem que ela estourasse, e meu coraçãozinho se aquietou, e pela primeira vez, as lágrimas eram de felicidade.

Minha fé, minha verdade, minha esperança foi recuperada. E lembra daquele melhor amigo da primeira postagem do blog? Então, eu também recuperei!
Nada foi em vão, crescemos, aprendemos e vivemos! Agora a felicidade me basta, sei que a minha vida está completa, e todo vazio foi preenchido!

6 comentários:

  1. Olá, tive a paciência de ler seu Blog interio e entendo o que escrevestes aqui, entendo bem - rsrs.
    E fico muito feliz por vc ter tido a coragem e perseverança de lutar pela verdade. Não só quem espera, mas quem caminha, sempre chega a verdade.
    Eu neste sentido acho que sou falho, as vezes acabo dando mais força aos acontecimentos, do que ao meu desejo de viver e descobrir a verdade.É bom se sentir leve e em paz. Tem muita gente precisando dessa experiencia.
    Outra coisa que te felicito: por ter conseguido reconsquistar seu amigo (perdido?). Que bom mesmo! Mas uma coisinha: nunca se perde o que não se teve, se vocês retomaram a amizade, é sinal de que nunca isso acabou, perdeu-se, mas somente ficou adormecido, agora resta-vos aperfeiçoar vossa amizade, não será como antes, será melhor, pois numa coisa acredito: quando uma corda se arrebenta, quando se dá um nó nela, ela, a corda, tornou-se mais próxima, ou seja, o perdão aproxima ainda mais.
    Que vc seja uma bela AMIGA a ele e ele seja um belo AMIGO (um anjão doidão) pra você.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada pela paciência, e parabéns por entender as minhas palavras.
    Lutei por este amigo, pois por ele valeria a pena!
    Ótimo exemplo: "quando uma corda se arrebenta, quando se dá um nó nela, ela, a corda, tornou-se mais próxima, ou seja, o perdão aproxima ainda mais."
    Serei uma bela amiga a ele, como tneho certeza que ele será um anjão doidão pra mim!
    abraço...

    ResponderExcluir
  3. Nossa Pri, demorei para ler seu post, mas aqui estou eu comentando: ficou muito lindo... você acabou dizendo tudo o que você passou, principalmente nessa última semana cheia de surpresas e alegrias.
    Te conheço há pouco tempo, posso assim dizer, mas sei que o seu "anjo doidão" te fárá muito feliz e que bom que vocês estão mais próximos! (adorei o exemplo da corda *-*)
    Bjão da sua amiga Dóxa...

    ResponderExcluir
  4. Oun amiga, você está sendo muito importante pra mim :D Né Alma Gêmea....
    Obrigada por partilhar comigo tudo o que acontece em nossos dias (:
    Você me conhece a pouco tempo, mas me conhece melhor que algumas pessoas que me conhecem a anos!
    beeijão amiga Dóxa e sem temperança! rs

    ResponderExcluir

Comenta aê?