Páginas

terça-feira, 12 de abril de 2011

Não é a tua cabeça, é o teu coração!

Porque colocar a cabeça no travesseiro tem sido meu pior martírio. Está tão difícil me encontrar com meu "eu" verdadeiro nestes últimos dias. É mais fácil fingir a luz do dia, sabendo que a única que conhece meu coraçãozinho sou eu, ou talvez não... Deus sabe das coisas que eu sinto... Ele sabe!

É melhor estar assim do que "viver" como antes. Apesar de tantas lutas traçadas e tantas derrotas, Papai do Céu me permite sonhar com aquilo que eu gostaria que fizesse parte da minha realidade. E isso, ninguém pode me impedir! Mesmo com caminhos opostos, sei bem onde quero chegar, e não é no coração de alguém, é no meu próprio coraçãozinho, pois sei que lá vou me encontrar!

Agora, resta-me as lágrimas que devoto ao meu travesseiro, fiel amigo de todas as noites, e ao silêncio que deposito em Deus, pois minhas palavras já não conseguem definir mais nada. Tenho medo do amanhã, tenho medo do hoje, tenho medo de continuar nesse caminho, e mais medo de esquecer. Tenho medo até de estar escrevendo isso aqui.

AMOR? Já não sei se o que sinto tem esse nome, mas ainda não encontrei outra palavra. Talvez, para alguém que leia isto, esse misto de amor e sofrimento pode soar como um calvário.. Mas pra mim isso não é tão ruim, isso é a minha felicidade, minha inspiração de "viver, amar e sonhar" (como diria um anjo aê).

E pela minha felicidade, eu daria a vida. Dar meu coração a quem de fato ele pertence, não é de forma alguma um crime, é apenas a devolução daquilo que nunca me pertenceu. E se alguém julgar tudo o que eu sinto, eu não me importo, pois de tudo o que eu aprendi, a lição mais importante foi amar. E se pra alguns isso é um martírio, pra mim é um motivo a mais para viver e sonhar.

Não devo satisfação a ninguém, mas, vou esclarecer algumas coisinhas aquii. Sou carente de amigos, de carinho, de atenção, gosto que me surpreendam com palavras carinhosas. Quem não gosta?! Porém, em nenhum momento disse namorado, preciso de um e clá blá blá.. Se a vida de uns giram em torno de namorador, ficantes e afins, só quero deixar claro que a minha vida e a minha felicidade eu encontrei em outro lugar. Em Deus, nos meus pais, e nos meus verdadeiros amigos. Enquanto isso, posso dizer que sou feliz, e que daria o meu coração há quem de fato pertence (4 pessoinhas lindas, amadas, e admiradas por mim). E elas sabem quem são, e tenho certeza que vão ler isso aqui!

Desculpem o desabafo, mas as vezes é tão difícil guardar tudo isso dentro de mim, que os sentimentos começam a transbordar pelos olhos... Aí, só me resta escrever pra não ter que dizê-las...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comenta aê?